A qualidade das informações é um dos fatores-chave para qualquer empreendimento. De fato, as informações que uma companhia usa para basear suas decisões precisa atender a requisitos mínimos, normalmente estabelecidos na origem da coleta.

Neste sentido, a qualidade dos dados precisa atender a todas às expectativas da companhia. Uma gestão da informação que esteja alinhada com as necessidades gerais e específicas permite que os próximos passos sejam percorridos com mais segurança, eficiência e direcionalidade.

Por outro lado, as necessidades de atualização e depuração das informações não são as mesmas em todas as empresas, nem mesmo dentro delas. Exatamente por isso, a gestão e coleta de informações, assim o uso de soluções e ferramentas apropriadas, permitem que os estudos, levantamentos, análises e aplicação das informações.

O varejo e a tecnologia móvel

Atualmente, a tecnologia aplicada ao varejo pode proporcionar importantes benefícios. Quando companhias aliam suas atividades às tecnologias da informação disponíveis, estão abarcando um campo muito mais amplo. Por exemplo, já pensou em oferecer Wi-fi gratuito como forma de coleta de informações?

Sim, é possível cruzar informações do comportamento dos clientes em seus aparelhos móveis com os padrões de comportamento próximos ou inclusive dentro de seu próprio estabelecimento.

Com um recurso simples e um ato como compartilhar internet publicamente, sua empresa pode revolucionar sua forma de oferecer produtos e serviços.

De acordo com as informações captadas, a partir do vínculo de smartphones feito pelo Wi-fi que sua companhia oferece, será possível tomar decisões mais assertivas, reavaliar os produtos destacados nas vitrines, como trabalhar o marketing e até mesmo os preços.

Informações relevantes para o Varejo

Quando pensamos em players como empresas de varejo, o que é mais importante obter para criar bancos de dados úteis e melhorar a performance da companhia?

Em primeiro lugar, na hora de criar uma base de dados segmentada de acordo com seus interesses específicos, é possível contar com soluções de data analytics que combinem as informações como a localização dos usuários e tráfego na internet para que as atividades online ou até mesmo offline da sua companhia possam estar mais alinhadas com os consumidores.

Na maioria das vezes, isso pode ser conseguido simplesmente ao fornecer um Wi-Fi gratuito de qualidade aos usuários, de forma simples em troca de seus emails ou informações das contas sociais.

Em segundo, também existe a possibilidade de contar com informações sobre a localização dos visitantes, enquanto conectados à sua rede de Wi-fi. Como funciona? O padrão de comportamento e uso de espaços físicos são cruzados com suas atividades online.

Para o varejo, esse tipo de análise é fundamental. De forma totalmente automática, informações como a quantidade de visitas, fluxo de pessoas, usuários que retornam ao estabelecimento e períodos de permanência ficam à disposição para proporcionar uma análise mais completa.

Por exemplo, há pontos ociosos que nem sempre são bem aproveitados. Isso pode acontecer em função do mau uso do espaço ou mesmo por causa dos produtos oferecidos. Evitar estes cenários agora ficou mais fácil.

Por último, e não menos importante, sabe quando você visita uma página e, do nada, começa a ver anúncios alinhados com sua busca? Isso acontece por causa do uso do píxel de seguimento. No caso do varejo, as informações proporcionadas pelo Wi-Fi oferecido permite que seja feito algo semelhante.

Como? Toda a análise de dados anterior é usada para entregar os conteúdos certos, na hora e lugar mais apropriados. Melhor ainda, os conteúdos podem ser mandado por vários canais, de acordo com o que seja mais conveniente.

Personalização é a palavra que define este tipo de possibilidade. Para finalizar, as ferramentas de engajamento ainda fornecem relatórios com os resultados.

Inteligência em Negócios

Um sistema de inteligência em negócios é composto por fontes de informação, modelos, usuários e soluções em tecnologia. Falando em termos simples, a principal função do sistema é levantar informações relevantes de todas as fontes disponíveis, processar e fornecer insights no formato mais conveniente para que companhias possa decidir melhor.

Por exemplo, podemos levar em consideração a velocidade de um sistema e sua capacidade de oferecer informações solicitadas no menor tempo possível. Não esquecer que o valor agregado dos dados depende do momento de levantamento.

Para tanto, não só é necessário ter um sistema potente, como também criar modelos de dados com flexibilidade para dar respostas a qualquer tipo de pergunta que um varejo, possa ter, por exemplo, quando quer entender o comportamento dos consumidores em suas lojas ou personalizar a (UX) experiência de usuário.

Outro aspecto fundamental a levar em consideração são questões relacionadas à apresentação das informações. Quanto mais fácil seja a interpretação dos resultados da ferramenta de data analytics, melhor será o rendimento do sistema. Neste sentido, a grande chave do sucesso é a interface e como os dados são mostrados.

Ou seja, não se trata somente de contar com informes completos, também é preciso que os mesmos tenham uma estrutura visual que facilite a interpretação. A estética pode até ser importante, mas o trabalho de apresentação dos dados melhora o retorno do investimento feito na solução de BI. Quando comparamos dois relatórios sobre os dados que sejam, o melhor, sem dúvidas, será o que leva menos tempo para ser decodificado pelos usuários do sistema.

Informação como vantagem competitiva

Uma vez que entendemos a importância da captação de informações relevantes e de qualidade, percebe-se que informações completas e atualizadas são imprescindíveis para implementar estratégias e análises avançadas, capazes de proporcionar resultados igualmente mais eficientes.

Mesmo assim, levantar inúmeras informações sem que seja possível decodificá-las e transformá-las em ações concretas é praticamente a mesma coisa que não criar os mesmos bancos de dados.

Neste sentido, essa montanha de informações devem ser estruturadas para que se possa obter conhecimentos específicos, detectar tendências e, resumidamente, extrair insights valiosos que possam ser decisivos em um entorno tão competitivos como o do varejo.

Assim, os sistemas de BI de última geração multiplicaram as possibilidades e isso, sem dúvida, favorece o destaque de um empreendimento que aposte em tecnologia a favor de seu crescimento, ou mesmo da otimização dos recursos disponíveis.